O que é: User Story

O que é User Story?

Uma User Story, também conhecida como história do usuário, é uma técnica utilizada no desenvolvimento de software ágil para descrever uma funcionalidade do ponto de vista do usuário. Ela é uma forma de documentar os requisitos do sistema de uma maneira mais simples e compreensível, facilitando a comunicação entre os membros da equipe de desenvolvimento e os stakeholders envolvidos no projeto.

Como escrever uma User Story?

Para escrever uma User Story eficiente, é necessário seguir um formato específico. Geralmente, uma User Story é composta por três elementos principais: o papel do usuário, a ação que ele deseja realizar e o resultado esperado. Esses elementos são conhecidos como “quem”, “o quê” e “por quê”. Por exemplo, uma User Story pode ser escrita da seguinte forma: “Como um usuário, eu quero poder fazer login no sistema para ter acesso às minhas informações pessoais”.

Benefícios de utilizar User Stories

A utilização de User Stories traz diversos benefícios para o desenvolvimento de software. Primeiramente, elas ajudam a manter o foco no usuário e nas suas necessidades, garantindo que o produto final seja realmente útil e relevante. Além disso, as User Stories são mais fáceis de entender e de estimar o esforço necessário para implementá-las, o que contribui para um planejamento mais eficiente do projeto.

Como priorizar User Stories?

A priorização das User Stories é uma etapa importante no desenvolvimento de software ágil. Existem diversas técnicas que podem ser utilizadas para isso, como o método MoSCoW (Must have, Should have, Could have, Won’t have), que classifica as User Stories em categorias de acordo com a sua importância e urgência. Outra técnica comumente utilizada é o método de pontuação por valor de negócio, no qual cada User Story recebe uma pontuação de acordo com o seu valor para o negócio.

Como estimar o esforço necessário para implementar uma User Story?

Estimar o esforço necessário para implementar uma User Story é uma tarefa desafiadora, mas fundamental para o sucesso do projeto. Existem diversas técnicas que podem ser utilizadas para isso, como o Planning Poker, no qual a equipe de desenvolvimento atribui pontos de complexidade para cada User Story. Outra técnica comumente utilizada é a estimação por comparação, na qual as User Stories são comparadas entre si para determinar o seu esforço relativo.

Como validar uma User Story?

A validação de uma User Story é uma etapa importante no desenvolvimento de software ágil. Ela consiste em verificar se a User Story atende aos critérios de aceitação estabelecidos, ou seja, se ela realmente entrega o valor esperado para o usuário. Para isso, é necessário realizar testes e obter o feedback dos usuários e dos stakeholders envolvidos no projeto. A validação das User Stories ajuda a garantir a qualidade do produto final e a evitar retrabalhos.

Como dividir uma User Story em tarefas menores?

Dividir uma User Story em tarefas menores é uma prática comum no desenvolvimento de software ágil. Isso ajuda a tornar o trabalho mais gerenciável e a facilitar o acompanhamento do progresso. Para dividir uma User Story, é necessário identificar as diferentes etapas necessárias para implementá-la e transformá-las em tarefas específicas. Essas tarefas podem ser atribuídas a diferentes membros da equipe de desenvolvimento, o que contribui para uma distribuição mais equilibrada do trabalho.

Como manter o foco no usuário ao escrever User Stories?

Manter o foco no usuário ao escrever User Stories é essencial para garantir a qualidade do produto final. Para isso, é importante se colocar no lugar do usuário e pensar nas suas necessidades e expectativas. Além disso, é fundamental envolver os usuários e os stakeholders no processo de definição das User Stories, para garantir que elas realmente atendam às suas necessidades. É importante lembrar que as User Stories devem ser escritas de forma clara e objetiva, evitando termos técnicos e jargões que possam dificultar a compreensão.

Como lidar com mudanças nas User Stories?

No desenvolvimento de software ágil, é comum lidar com mudanças nas User Stories ao longo do projeto. Isso pode ocorrer devido a novas necessidades identificadas, mudanças nas prioridades ou feedback dos usuários. Para lidar com essas mudanças, é importante ter um processo flexível e adaptável, que permita a inclusão, remoção ou modificação das User Stories de forma ágil. Além disso, é fundamental manter uma comunicação constante com os stakeholders e a equipe de desenvolvimento, para garantir que todos estejam alinhados em relação às mudanças.

Como utilizar User Stories em diferentes metodologias de desenvolvimento?

As User Stories são amplamente utilizadas no desenvolvimento de software ágil, mas também podem ser aplicadas em outras metodologias, como o desenvolvimento em cascata. Em metodologias mais tradicionais, as User Stories podem ser utilizadas como uma forma de documentar os requisitos do sistema de uma maneira mais simples e compreensível. No entanto, é importante adaptar o formato das User Stories de acordo com a metodologia utilizada, para garantir a sua efetividade.

Como utilizar ferramentas para gerenciar User Stories?

O uso de ferramentas para gerenciar User Stories pode facilitar o trabalho da equipe de desenvolvimento e contribuir para um melhor acompanhamento do projeto. Existem diversas ferramentas disponíveis no mercado, como o Trello, o Jira e o Azure DevOps. Essas ferramentas permitem criar, visualizar e atualizar as User Stories de forma colaborativa, além de oferecer recursos adicionais, como a criação de quadros Kanban e a geração de relatórios de progresso.

Conclusão

Em resumo, as User Stories são uma técnica poderosa para documentar os requisitos do sistema de forma simples e compreensível. Elas ajudam a manter o foco no usuário, facilitam a comunicação entre os membros da equipe de desenvolvimento e os stakeholders e contribuem para um planejamento mais eficiente do projeto. Ao escrever User Stories, é importante seguir um formato específico, priorizá-las adequadamente, estimar o esforço necessário para implementá-las e validá-las junto aos usuários. Além disso, é fundamental manter o foco no usuário, lidar com mudanças de forma ágil e utilizar ferramentas adequadas para gerenciar as User Stories.

Compartilhe nas redes:
Facebook
Twitter
LinkedIn

Politicas de Privacidade Casa da Mídia

A Casa da Mídia, agência brasileira de comunicação e marketing direto oferece seus serviços, desenvolvendo suas ações de planejamento, criação e execução de campanhas publicitárias e ações estratégicas de comunicação com base em sua política de privacidade. Desta forma, mantém a integridade e segurança de suas ações, informações e uma relação ética com usuários, clientes e terceiros.

Site Casa da Mídia
Todo o conteúdo disponibilizado no site Casa da Mídia, incluindo textos, imagens, símbolos, vídeos, etc., é propriedade exclusiva da Casa da Mídia sendo protegidas pelas leis de propriedade intelectual. É de responsabilidade desta empresa também respeitar as leis de propriedade intelectual, disponibilizando quaisquer informações e materiais de acordo com a legislação em vigor.

a. Utilização das informações do site: é vetado ao usuário do site Casa da Mídia seja cadastrado ou não, copiar, distribuir, disponibilizar, modificar, reproduzir ou utilizar de qualquer forma as informações e conteúdo disponibilizado no site, se não para consulta e acesso aos produtos e serviços disponibilizados para uso exclusivo ao cliente dentro dos termos de utilização e segurança estabelecidos. Tão pouco é permitido vender tais informações e produtos a que tiver acesso.

b. Informações, atualização e funcionamento: é de responsabilidade da Casa da Mídia realizar a manutenção do site www.casadamidia.com, mantendo o mesmo atualizado com informações corretas e em funcionamento. Em caso de erros e falhas técnicas, os mesmos serão checados e deverão ser corrigidos dentro de um período necessário de manutenção a ser comunicado pela empresa, caso for solicitado por algum usuário. A Casa da Mídia não se responsabiliza por erros de funcionamento do site por motivos externos ao controle da própria empresa.

c. Confidencialidade: todas as informações pessoais submetidas à Casa da Mídia pelos usuários cadastrados são de caráter confidencial e serão de uso exclusivo da empresa para contato e divulgação de serviços próprios, os mesmos não serão disponibilizados a terceiros ou incorporado ao banco de dados da empresa para ações de marketing direto.

d. Cancelamento de cadastro: aos usuários cadastrados no site Casa da Mídia, é permitido o próprio cancelamento e exclusão do banco de dados do site mediante solicitação via e-mail. Para tal, é necessário solicitar o cancelamento através do e-mail: [email protected] de acordo com o Artigo 43, da lei nº 8.078 (Código de Defesa do Consumidor) Após este procedimento o cadastro será cancelado em até 48h.

A Casa da Mídia se reserva no direito, a qualquer momento, alterar os termos e condições de sua política de privacidade, sendo os novos termos e condições apresentados aos usuários, pessoas cadastradas e clientes, de forma que possam ter ciência da política de privacidade em vigor.

Lei aplicável e fórum responsável
Os termos da política de privacidade da Casa da Mídia estão sujeitos às leis da República Federativa do Brasil. Para desfazer quaisquer controvérsias que, direta ou indiretamente, decorram deste documento, elegemos a comarca da Capital do Estado de São Paulo, com a renúncia expressa de qualquer outra.